Notícias Jurídicas

STF veda constrições de verbas para pagamento de dívidas trabalhistas

Em plenário virtual, os ministros do STF decidiram que não é possível o bloqueio judicial de verbas de empresas estatais para quitação de dívidas trabalhistas. Por 10 a Marco Aurélio, os ministros fixaram a seguinte tese:

“Os recursos públicos vinculados ao orçamento de estatais prestadoras de serviço público essencial, em regime não concorrencial e sem intuito lucrativo primário não podem ser bloqueados ou sequestrados por decisão judicial para pagamento de verbas trabalhistas, em virtude do disposto no art. 100 da CF/1988, e dos princípios da legalidade orçamentária (art. 167, VI, da CF), da separação dos poderes (arts. 2°, 60, § 4°, III, da CF) e da eficiência da administração pública (art. 37, caput, da CF)."

t

O governador da Paraíba questionou no Supremo decisões da Justiça do Trabalho que resultaram em bloqueio, penhora e liberação de valores de contas de empresas públicas estaduais para pagamento de indenizações trabalhistas à revelia do regime de precatórios visto no artigo 100 da Constituição Federal.

Segundo o governador, o valor total objeto das principais execuções trabalhistas que atualmente tramitam em desfavor da CEHAP - Companhia Estadual de Habitação Popular é de R$ 15,2 milhões. A CEHAP é uma sociedade de economia mista por ações, constituída mediante autorização de lei estadual e vinculada à Secretaria Estadual da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente.

Relator

Luís Roberto Barroso, relator, entendeu que não é possível, por meio de decisões judiciais constritivas, modificar a destinação de recursos públicos previamente direcionados para a promoção de políticas públicas.

O ministro observou que a jurisprudência do STF tem reconhecido a inconstitucionalidade dos bloqueios e sequestros de verba pública de estatais por decisões judiciais que prestam serviço público em regime não concorrencial e sem intuito lucrativo primário.

Segundo o ministro, a Constituição veda a transposição, o remanejamento ou transferência de recursos de programação para outra ou de um órgão para outro, sem prévia autorização legislativa. “Trata-se, portanto, de balizas constitucionais para alocação e utilização de recursos públicos”, afirmou.

“Por isso, o uso de verbas já alocadas para a execução de finalidades diversas, como a solvência de dívidas trabalhistas, não observa as normas constitucionais concernentes à legalidade orçamentária.”

O ministro, então, suspendeu as decisões judiciais nas quais se promoveram constrições patrimoniais por bloqueio, penhora, arresto, sequestro. Barroso também determinou a sujeição da Companhia Estadual de Habitação Popular do Estado da Paraíba ao regime constitucional de precatórios; e determinou a imediata devolução das verbas subtraídas dos cofres públicos, e ainda em poder do Judiciário, para as respectivas contas de que foram retiradas.

Veja a decisão de Barroso, que foi seguida por todos os ministros da Corte, exceto por Marco Aurélio.

  • Processo: ADPF 588
Fonte: Migalhas
27/04/2021

Outras Notícias

Arruda Dias Lemos Advogados

Arruda Dias Lemos Advogados

O Arruda Dias Lemos Advogados, escritório de advocacia consolidado no mercado, com uma visão moderna do Direito e compromisso com a ética e qualidade, oferece aos seus clientes tomadas de decisões seguras e a defesa contundente de seus interesses.

Escritório

  • Rua Paulino Fernandes nº. 7, Botafogo, Rio de Janeiro, RJ – Brasil
    CEP: 22.270-050
  •  PABX 55 21 2505.0150 –
    Fax 55 21 2505.0151

 

Contato

Additional uncaught exception thrown while handling exception.

Original

PDOException: SQLSTATE[HY000]: General error: 2006 MySQL server has gone away: SELECT 1 AS expression FROM {variable} variable WHERE ( (name = :db_condition_placeholder_0) ); Array ( [:db_condition_placeholder_0] => cron_last ) in variable_set() (line 1258 of /home/storage/e/3c/07/adladvogados/public_html/includes/bootstrap.inc).

Additional

PDOException: SQLSTATE[HY000]: General error: 2006 MySQL server has gone away: SELECT s.lid, t.translation, s.version FROM {locales_source} s LEFT JOIN {locales_target} t ON s.lid = t.lid AND t.language = :language WHERE s.source = :source AND s.context = :context AND s.textgroup = 'default'; Array ( [:language] => pt-br [:source] => The site contact form that allows users to send a message to site administrators. [:context] => ) in locale() (line 720 of /home/storage/e/3c/07/adladvogados/public_html/modules/locale/locale.module).


Uncaught exception thrown in shutdown function.

PDOException: SQLSTATE[HY000]: General error: 2006 MySQL server has gone away: DELETE FROM {semaphore} WHERE (value = :db_condition_placeholder_0) ; Array ( [:db_condition_placeholder_0] => 19445132246096e82c8fcd86.90487576 ) in lock_release_all() (line 269 of /home/storage/e/3c/07/adladvogados/public_html/includes/lock.inc).